quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Primeiro, um mergulho de emergência no rio Hudson; agora, um avião partido às postas nos Países Baixos. O que mais irão fazer os revolucionários do Twitter para impor a sua ferramenta? Mais aviões não, por favor, que isto está a tornar-se um bocado previsível.