segunda-feira, 25 de abril de 2011

La Foule



Quando me mostraste esta canção, odiei-a, recusei ouvi-la com orelhas de escutar - como tantas coisas que me mostraste e eu, por inércia ou altivez, só fiz desdenhar. Agora danço-a, mil vezes, se for preciso. À tua memória, à minha memória boa de ti. Há amores que, mesmo acabando, não vão acabar.