terça-feira, 10 de maio de 2011

Eu, Aqui, Agora

Um excesso de confiança seguiu-se à máxima autodepreciação, como se a nova vida que levava, uma vida à procura de liberdade, justificasse tudo, incluindo a sobranceria. Afinal, era a única coisa que aspirava a justificar, a sobranceria e não a liberdade.

0 comentários: