segunda-feira, 9 de maio de 2011

Perguntas, Respostas

Procuro oráculos por todo o lado. Em vez de fazer coisas, procuro oráculos que me digam se vou conseguir fazer o que tenho de fazer. Um livro muito engraçado, por exemplo, dá-me respostas - O Livro das Respostas, de Carol Bolt. A gente faz uma pergunta, abre numa página e voilà. Pergunta: Tenho de apresentar amanhã um trabalho, vai correr bem? Resposta: Talvez. Vou conseguir acabar o trabalho em tempo útil? "Vai exigir um enorme esforço." Só pergunto, ou pergunto mais, por coisas que já sei.

Actualização: A última frase vai com link porque não era minha. É estranho como algumas palavras se apoderam de nós. Hoje voltei ao blogue lincado e já não me lembrava do que lá tinha lido; ao lembrar-me, porém, do que tinha escrito, uma leve repugnância apoderou-se de mim perguntando: Tatiana, plagiaste? A Filigraana responde: sim e, de certa forma, não. Mas a Tatiana é contra o palimpsesto — a Filigraana não. Ordinárias.

1 comentários:

sem-se-ver disse...

fez-me sorrir :)