terça-feira, 28 de junho de 2011

Cúmulo da subjectividade objectiva

Um anónimo usar a expressão "para mim".

1 comentários:

Anónimo disse...

Cúmulo? Não diria tanto. Simples estratagema de respiração, talvez. Há que não subestimar o risco de, em certas e determinadas circunstâncias (riso), emitir opinião em nome próprio.
Assim, existe-se menos (com ganho de densidade, quase volátil), uma pessoa não se sente tão insegura e a opinião acaba por adquirir importância mais próxima do seu valor: pouco ou nenhum.
Nisto é capaz de residir a diferença subtil entre o medo cobarde de ser alguém e a cobardia medrosa ao passar por ninguém.
Para mim, neste momento, é mais ou menos isso.