quinta-feira, 23 de junho de 2011

Interiores

Rejeitado por todos, até os halls por onde passava eram sempre de saída.

3 comentários:

Anónimo disse...

Houve tempos em que gostei muito do que escrevia (ok, nem sempre, e a sua apetência por palavrões repugnava-me). Agora, confesso, se é para encontrar parvoíces como esta e as recentes, mais valia não ter voltado a escrever. Deixe-se de poses.

cs disse...

eu por mim adoro o que escreve. Continue please :))

Filigraana disse...

Anónimo, também acho isto da liberdade — poder usar da voz quem tem e quem não tem talento ou assunto — uma chatice. Paciência, mas não se incomode, não é para si que escrevo: é para mim e para a CS, isto é, para quem suporta a liberdade.