quarta-feira, 20 de julho de 2011

Bergman revisitado


Morte: Nada me escapa. Ninguém me escapa.
Antonius Block: A morte é uma cena que a mim não me assiste.

(in memoriam)

1 comentários:

João Gaspar disse...

demorei taaaanto tempo a perceber a genialidade deste post.