domingo, 7 de agosto de 2011

Conflito

A prova de que preciso de mais terapia é ter escrito, no post anterior, uma atrocidade que apaguei a tempo: "não sou conflituosa". Uma pessoa que insiste em tornar razoável o que não tem explicação, em justificar os sentimentos com as palavras e – vejam só a batota – as palavras com os sentimentos não pode ser senão muito conflituosa. Dizer "amo-te", por exemplo, trinta mil vezes por dia não torna nem transmite um amor mais forte, nem mais verdadeiro. Mas isso são coisas que eu só estou a aprender agora – com o meu desgosto, com o meu amor.

0 comentários: