segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Por quem os sinos

Vou aí ver
se os sinos ainda tocam.

Não me lembro.
Sei que passaram uns dias,
uns dias só,
mas eu já não me lembro do que é não estar
só.

Vou ver-te, lembrar-me
se os sinos ainda tocam.

Agora nada. Silêncio.
There's no longing
Hoje,
particularmente,
a música não existe. Sabes porquê?

Eu não. Por uma vez
(a derradeira, quem sabe)
sou eu que não sei e
vou aí saber
se os sinos ainda tocam.

Se tocarem suspeito
de que vou gostar, porque a música está
em mim
e será sempre em mim que os sinos,
é em mim que tocam os sinos
que ainda tocam
(não sei).

Tu és o que eu vejo, o que eu toco, o que eu
ouço tocar. Se me falhassem os sentidos tu serias
nada,
nem a luz, nem o ar.

Sabes o que é o ar?
É o que faz
os sinos tocar.

0 comentários: